Precificação

Personal Shopping | Módulo 3 | Aula 17

Precificação

Na hora precificar seus serviços

Investimento

O investimento realizado deve ser amortizado ao longo do tempo, defina com seu contador.

  • cursos
  • material de trabalho
  • cartões de visita
  • site
  • escritório

Capital de giro

valor mensal que sua empresa precisa para pagar as despesas. Eles se dividem em:

custos fixos

aluguel, contador, internet, conta de telefone, iptu, conta de luz, material de escritório;

custos variáveis

gastos com os atendimentos, como gasolina, uber / taxi, cafezinho com a cliente, estacionamento, alimentação, impostos, materiais

 

Hora Média dos Profissionais

Estes valores variam de acordo com o local de trabalho, com a experiência e disponibilidade de agenda do profissional e entregáveis.

R$ 220 a 440 / hora de Personal Shopper
R$ 2.500 a R$ 6.000 / consultoria de imagem completa com 6 encontros

 

Rendimento

Com a estimativa mais realista possível desses gastos, sabendo o valor da hora de seu trabalho, calcule seu rendimento:

RENDIMENTO = (Valor da Hora x Qtd horas atendidas no mês) – (custos)

O serviço de Personal shopping pode ser cobrado por hora ou por pacote. Como você viu na aula da Marcia Crivorot, por experiência de mercado sugerimos que você pense no pacote.

Calcule seu preço por hora total trabalha, que inclui pesquisa, pré shopping e o efeito shopping com a cliente) e cobre um valor fechado.

 

Contratante PJ

Quando a contratante é um shopping, uma loja, um hotel eles podem arcar com custo e oferecer o serviço gratuitamente para cliente final ou podem cobrar do cliente ou ainda podem usar como estratégia de fidelização.

Na fidelização a empresa criar critérios por relacionamento (clientes especiais, selecionados pelas lojas), valores gastos nos estabelecimentos, ações promocionais (campanhas ou sorteis promovidos pelo marketing da empresa) ou datas especiais (dia das mães, dia dos namorados, natal, por exemplo).

Como profissional, você pode ser pró ativa e apresentar projetos de personal shopper para os locais de comércio da sua cidade.

Importante dizer, que para contratente Pessoa jurídica provavelmente será necessário você profissional também ser PJ para emitir notas fiscais dos pagamentos. Nesse caso MEI ou Eireli são boas opções de formalização. Converse com uma advogado e contador para realizar sua formalização.

 

Fernanda Fuscaldo

CEO do Instituto Consultoras de Imagem

Como Cobrar

Personal Shopping | Módulo 3 | Aula 16

Como cobrar pelos Serviços

Atenção: Após assistir o vídeo completo, clique no botão para marcar a aula como concluída. Dessa forma saberemos que você concluiu a aula.

Oportunidades

Personal Shopping | Módulo 3 | Aula 15

Oportunidades de Negócio

Atenção: Após assistir o vídeo completo, clique no botão para marcar a aula como concluída. Dessa forma saberemos que você concluiu a aula.

Ética Profissional

Personal Shopping | Módulo 3 | Aula 14

Ética Profissional

Atenção: Após assistir o vídeo completo, clique no botão para marcar a aula como concluída. Dessa forma saberemos que você concluiu a aula.

Postura Profissional

Personal Shopping | Módulo 3 | Aula 13

Postura Profissional

Atenção: Após assistir o vídeo completo, clique no botão para marcar a aula como concluída. Dessa forma saberemos que você concluiu a aula.

Fechamento

Personal Shopping | Módulo 3

Considerações finais

Nesse módulo vamos fazer considerações finais sobre atendimento, sobre a profissão, além de mostrar oportunidades de negócios e como cobrar pelos sus serviços de personal shopping.

Contratante

Tenha apenas uma contratante e deixe claro para cliente quem é. Transparência no atendimento é que traz confiança da cliente de sua orientação.

Trato com Vendedoras e Lojistas

No caso de contratantes Shopping e Hotéis, importante que a administração faça um comunicado formal aos lojistas e vendedoras sobre a existência do serviço e como ele irá funciona. Tudo isso, antes de você profissional visitar a loja pela primeira vez.

Ao entrar na loja se apresente, entregue seu cartão, explique o que fará e como seria bom ter ajuda da equipe de vendas. Você conduz o atendimento, pede as peças e “neutraliza” a vendedora no provador.

Mas lembre-se que vendedoras, costureiras, estoquistas, gerentes de lojas precisam ser nossas aliadas no atendimento. Você conhece a cliente e sua demanda, elas conhecem a marca, a coleção, as peças, os ajustes possíveis. Além disso, podem te ajudar a conseguir o tamanho da cliente em outra loja, se necessário.

Mostre que você não está ali para atrapalhar a venda e sim ajudar tecnicamente à cliente a fazer boas compras. E boas compras também são boas para loja, a cliente sai com uma percepção positiva sobre a marca e tem vontade de voltar em outras ocasiões até mesmo sem você.

Não custa lembrar, seja profissional, educada, gentil com todos. Isso inclusive pode gerar novas oportunidades de negócio! Uma indicação ou uma contratação por parte da loja.

Outro aspecto importante é que toda vez que você pedir para separar peças para uma cliente ou pegar peças em consignação para cliente experimentar, avise quando pretende ir à loja com a cliente ou quando irá devolver as mesmas. Avise sempre em caso de eventualidade para as peças serem retiradas da reserva.

Trato com a Cliente

Atendimento de Personal Shopper, assim como qualquer serviço dentro da Consultoria de Imagem, não é sobre “gostei x não gostei”, “lindo”, é sobre informações técnicas e com isenção de seu gosto pessoal.

Outro aspecto importante é que você se torna responsável pela experiência da cliente no local de compras. Então, com clientes com questões relacionadas ao corpo, que vestem manequim plus size, que são pequenas, grávidas, pezinhos pequenos, por exemplo, que trazem consigo “trauma” de experiências anteriores tenha ainda mais atenção em seu pré shopping, isto é, tenha mais opções pré selecionadas.

A maioria das lojas não está preparada para esse tipo de cliente, e essa dificuldade foi justamente o motivo dela ter procurado o serviço de personal shopping. Trabalhe com delicadeza, com naturalidade e empatia.

Conhecimento do campo de trabalho

Quanto mais você conhece do lugar onde costumar levar cliente mais segurança e agilidade você terá nos atendimentos.

Quando a contratante é uma loja ou shopping vale a pena se programar para fazer “rondas” periódicas para conhecer a coleção. Pedir que vendedoras ou gerentes te expliquem sobre a coleção, mostre as propostas de coordenação que a marca já pensou, pergunte sobre o que tem vendido e o que não tem saído bem. Tudo isso facilita o trabalho de compras personalizadas e amplia  seu repertório profissional.

Aliás, ter uma vendedora parceira, que te ajude sempre que precisar é um facilitador.

Já se o contratante é um Hotel, você tem a liberdade de levar a cliente em vários polos ou faz seleção para cliente com delivery no mesmo. Nesse caso, vale se atualizar pelas redes sociais das marcas e pelo aplicativo de mensagens com as vendedoras.

Seu repertório

E falando em repertório, quanto mais você se aprofundar no estudo de Styling, técnicas para montagem de looks, mais conseguirá entregar de “justificativa”  de compra para sua cliente de personal shopping.

Fernanda Fuscaldo
CEO do Instituto Consultoras de Imagem